"Na atual sociedade da informação, o que se procura (...) é o líder sábio, cuja capacidade de guiar as pessoas seja apurada pelos caminhos do conhecimento e da ética"

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

GERENTE: Saiba Realizar Treinamentos Eficazes


dezembro 8, 2010


Por Julio Cesar Souza Santos
Dentre tantas funções que um Gerente exerce com a mesma dedicação e atenção, uma delas se destaca como fundamental para que seu grupo seja bem sucedido – a função de treinador. E nesse aspecto existe a real perspectiva do gestor ser visto sob 3 (três) enfoques : (A) Mentor; (B) Mestre; (C) Modelo.
A essência do gerenciamento de uma equipe está baseada nestas três características que são rigorosamente iguais em termos de importância, com a necessidade de um total inter relacionamento e equilíbrio entre elas. A menção a essas características é feita porque todas as três – mentor, mestre e modelo – têm a mesma pedra fundamental – o treinamento.
O treinamento inicial de um novo colaborador, o treinamento contínuo da sua equipe, as estratégias de venda, de merchandising ou cobrança, todos os tipos de treinamento têm seu grau de importância.
Assim, associamos o treinamento a 2 (duas) das características citadas – mentor e mestre. A terceira característica – modelo – é associada ao treinamento, na medida em que o Gerente pratica o auto-treinamento e seu próprio programa de desenvolvimento permanente.
O Planejamento do Programa de Treinamento
A responsabilidade de um gerente como instrutor começa na organização do programa como um todo, não sendo apenas a análise dos assuntos e a forma de apresentação, mas também o tipo dos participantes, o local e muitos outros detalhes que, combinados, compõem o programa.
Se todos os detalhes forem devidamente considerados o programa será executado normalmente e com pleno sucesso. Dessa forma, o planejamento e a preparação são imprescindíveis porque:
• Auxiliam os participantes a obterem o máximo de benefícios das reuniões;
• Conscientizam os participantes da importância e da utilidade de cada assunto;
• Dão ao instrutor maior confiança em si mesmo e no próprio programa.
Analisando o programa como um todo, as perguntas abaixo devem ser consideradas pelo instrutor
• Quais são os objetivos do treinamento?
• Quem são os participantes e qual o seu nível de experiência e conhecimentos?
• Que tipo de informação, comunicação ou orientação os participantes devem receber antes da reunião?
• Que providências devem ser tomadas com relação ao local, ao equipamento a ser utilizado, ao material, à hospedagem e às locomoções dos treinandos?
Objetivos do Treinamento
O objetivo do programa determinará o que vai ser feito e como será feito, uma vez que o objetivo é a reunião das metas que o Gerente pretende atingir. Além de estabelecer objetivos, o gestor deve mantê-los vivos em sua mente não apenas no planejamento, mas durante todo o desenrolar do programa.
Os objetivos devem ser expressos de tal forma que os participantes saibam exatamente o que se espera que eles realizem ou atinjam. Tais objetivos podem estar relacionados ao desenvolvimento de uma habilidade, uma prática ou uma destreza, além de difundir conhecimentos, análises, previsões, cobertura de metas e outros objetivos ligados às atividades normais de uma equipe.
Diante disso, os objetivos devem ser estabelecidos da forma mais específica e definitiva possível para não darem margem a interpretações errôneas, devendo indicar o tipo de comportamento ou desempenho que será aceito como prova de que cada participante atingiu os objetivos.
Se for possível, o gerente deve explicar como cada objetivo deverá ser atingido e qual o desempenho de cada participante, para que haja melhor entendimento e aproveitamento.
Portanto, no planejamento de um programa o primeiro passo é estabelecer objetivos que serão informados aos participantes logo ao início da reunião. Além disso, com os objetivos estabelecidos, fica mais fácil preparar uma seqüência lógica, porque o instrutor saberá os pontos de partida e as etapas seguintes. É como preparar uma viagem; uma vez determinado o destino, planeja-se como chegar lá – roteiros, meio de transporte, paradas, tempo, etc..
Sendo assim, o Gerente deverá relacionar por escrito o que cada participante precisa aprender para atingir um determinado objetivo. Pois isso é um auxílio valioso para que o instrutor possa melhor conduzir o aprendizado, quer em reuniões de equipe quer em casos de treinamento individual.
Análise dos Participantes
A situação que ocorre mais freqüentemente é a reunião normal da equipe, porém podem surgir reuniões das quais participem novos colaboradores ou mesmo um treinamento básico inicial. Em qualquer dessas circunstâncias, sempre é bom que o instrutor tenha (memorizado ou anotado) o mais completo perfil individual, o qual o auxiliará na preparação do material e do programa como método de apresentação dos assuntos.
Informes sobre idade, grau de instrução, experiência no ramo, tempo de casa, desempenho, conhecimento de produtos (ou serviços) e conhecimentos sobre os concorrentes possibilitam ao instrutor a indicação de tópicos (ou temas) que necessitam maior esforço quando da apresentação.
Portanto, quanto mais informações de cada participante o Gerente puder recolher, melhores e mais significativas serão suas apresentações e, o que é mais importante, maior será a assimilação e o aproveitamento individual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário