"Na atual sociedade da informação, o que se procura (...) é o líder sábio, cuja capacidade de guiar as pessoas seja apurada pelos caminhos do conhecimento e da ética"

quinta-feira, 31 de março de 2011

Funcionários são mais produtivos fora do escritório, diz pesquisa



Levantamento mostra que 77% das pessoas sentem que trabalham mais e melhor fora do ambiente da empresa



São Paulo – Uma pesquisa feita pela empresa de tecnologia da informação Citrix Systems indica que o trabalho remoto pode, de fato, funcionar. O levantamento informal feito com os visitantes do site da companhia na internet revelou que 77% das pessoas sentem que são mais produtivas quando trabalham fora do escritório, enquanto 21% acham que têm a mesma produtividade e só 2% veem um rendimento menor.
A pesquisa também revelou que 87% dos entrevistados afirmaram que o trabalho remoto é aceito em suas empresas, 54% trabalham remotamente por um ou dois dias por semana, e 27% por três dias ou mais. Além disso, 67% deles utilizam dispositivos pessoais para realizar tarefas profissionais.Esses números estão diretamente ligados ao fato de que 57% dos entrevistados usam a internet (por computador, tablet ou smartphone) para a maioria das atividades pessoais, como transações bancárias, compras, reservas em restaurantes e suporte técnico. Já 17% deles usam esses dispositivos para todas as atividades, 24%, para algumas, e só 2% não usam a internet para esses fins.
A Citrix considera que esses números mostram uma tendência de adoção de um modelo remoto de trabalho, feito por meio de computação em nuvem (do inglês, cloud computing), opção de armazenamento de dados e softwares por meio de servidores compartilhados e conectados pela internet, que podem ser acessados de qualquer lugar do mundo. Para a autora da pesquisa, ao mesmo tempo em que essa “virtualização” ajuda as empresas a economizarem em infraestrutura e energia, esse processo dá mais flexibilidade e mobilidade aos funcionários, o que pode melhorar, ou pelo menos manter, sua produtividade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário