"Na atual sociedade da informação, o que se procura (...) é o líder sábio, cuja capacidade de guiar as pessoas seja apurada pelos caminhos do conhecimento e da ética"

terça-feira, 19 de julho de 2011

Se você é líder, transforme o que está a sua volta

O novo dirigente é o indivíduo que conseguiu aliar as aptidões do gestor com as do líder. Na edição 87 da revista HSM Management, a professora Betania Tanure, consultora em gestão, fala quem é o “líder transformador”
“Faça o que eu mando, não faça o que eu faço”, em pleno século XXI, definitivamente, não é das estratégias mais inteligentes de gestão. Hoje em dia, um líder transformador, presente em qualquer posto no organograma de uma empresa, tem de saber se reconhecer profundamente e aproveitar o melhor de si para envolver toda uma equipe.

A pesquisadora Betania Tanure, consultora, professora da PUC Minas Gerais e do Insead, na França, diz em reportagem publicada na edição 87  da revista HSM Management que o “autoconhecimento é premissa para quem lidera. (...) A percepção das pessoas sobre nós é o espelho que reflete nossa imagem e nos informa como nossas ações afetam os outros e, consequentemente, nós mesmos. O autoconhecimento constitui a base do desenvolvimento da competência emocional, que é o alicerce da liderança transformadora”.

O autoconhecimento é só um dos tópicos abordados pela autora de vários livros sobre gestão, entre eles, Executivos: sucesso e infelicidade, com Antonio de Carvalho Neto e Juliana Andrade (Ed. Campus/Elsevier) e Estratégia e gestão empresarial, com Sumantra Ghoshal (Ed. Campus/Elsevier). Outros aspectos importantes que marcam o perfil deste novo dirigente, segundo a professora, são a visão de futuro, a credibilidade, o poder de relacionamento mobilizador e o comportamento agridoce.

A teoria da gestão agridoce tem sido desenvolvida por Betania Tanure há alguns anos. Em 2006, na edição nº 56 da revista ela falou sobre o desafio e a necessidade de se absorver novas condutas na administração dos negócios. O princípio básico é o equilíbrio entre a racionalização – a face azeda – e a revitalização – a face doce. Isso significa, ainda hoje, deixar de lado consagradas doutrinas de gestão e mudar o foco sobre o que é importante para garantir o crescimento sustentável de uma empresa.

Com o objetivo firme de transformar, e não apenas promover mudanças pontuais em partes do processo produtivo, é preciso estar preparado para as medidas “azedas”, como corte de custos, fechamento de unidades, eliminação de privilégios, e, talvez a mais difícil: demissão de funcionários.

Por outro lado, a parte “doce” é revigorante, estimulante e tem metas claras para o crescimento e desenvolvimento, que incluem investimentos nas pessoas, fazendo com que o grupo se comprometa. E o líder transformador, o dirigente, vai conseguir gerenciar a angústia e o sofrimento desta fase.

Betania Tanure também analisa a importância deste compromentimento de equipe. São pessoas que formam as equipes. Cada uma delas tem desejos, sonhos, expectativas. Estão carregadas de emoções e sentimentos. Tanto na vida pessoal quanto na profissional. Para comprometer estas pessoas com os novos rumos, o líder precisa saber ouví-las. E para ter a credibilidade necessária, conquistar a confiança do grupo, é fundamental a coerência entre pensamento e atitude. “O ambiente de confiança se amplia quando os desafios são claramente explicitados e, importante, quando condições que favoreçam seu enfrentamento são criadas”, ressalta a professora.

Mas trabalhar tudo isso sem objetivos claros, metas empolgantes, ideias contagiantes e comunicação direta e sincera – visão de futuro – é o mesmo que deixar as mudanças num nível superficial e alcançar o “subdesempenho satisfatório”. Será que é isso que consumidores, colaboradores e mercado esperam? Os executivos brasileiros estão prontos e dispostos a tirar estes conceitos do papel?

Leia na íntegra a reportagem ‘O líder transformador para valer’ na edição 87 da revista HSM Management. (Artigo disponível somente para assinantes da Revista HSM Management)


Fonte: Portal HSM

Nenhum comentário:

Postar um comentário