"Na atual sociedade da informação, o que se procura (...) é o líder sábio, cuja capacidade de guiar as pessoas seja apurada pelos caminhos do conhecimento e da ética"

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Importante ou Urgente?




Saber priorizar suas tarefas é fundamental para se sair bem no trabalho
Urgente, importante ou as duas coisas? Quantas vezes nos pegamos pensando em como categorizar nossas tarefas? Esse é um desafio diário que enfrentamos, seja com compromissos profissionais ou pessoais. O truque é saber administrar melhor o tempo, distribuindo as tarefas conforme a importância e/ou urgência. 
O que é importante nos ajuda a atingir objetivos, já o que é urgente não pode ser deixado para depois. Então, como estabelecer prioridades, priorizar a lista de tarefas e, basicamente, investir seu tempo, energia e até mesmo orçamento? Vale à pena dar uma boa olhada nesta matriz:

No quadrante 1. “Eu tenho uma tarefa importante e urgente.” 
Você está sob pressão.
Geralmente aqui se encaixam reuniões de última hora, entrega de relatórios com pouquíssimo prazo e gerenciamento de crises e imprevistos. Tudo o que pode envolver cobrança deve ser resolvido prontamente, sem protelar. Deixar para depois é arriscado demais.

No quadrante 2. “Minha tarefa é importante, mas não urgente.” 
Você está em vantagem.
Encare esta situação como a melhor das opções. Tudo o que você precisa fazer é se planejar e criar oportunidades de melhoria. Dar a devida importância à tarefa é fundamental, mesmo sem urgência. Falhar neste quadrante é o mesmo que se sabotar: uma tarefa importante e não urgente pode virar um grande tormento quando for cobrada, levando você ao Quadrante 1.

No quadrante 3. “A tarefa é urgente para os outros, mas não é importante para mim.” 
Você está numa saia-justa.
A pressão que outras pessoas fazem sobre você pode criar uma ilusão da importância da tarefa. Normalmente, a tarefa é mesmo importante para aquele que pressiona, mas quanto isso vai prejudicar suas próprias tarefas? É preciso tomar cuidado com excessos de companheirismo, para não assumir problemas alheios, falhas de terceiros, reuniões ou interrupções desnecessárias. Negocie.

No quadrante 4. “Eu tenho uma coisa para fazer, mas não tem prazo e também não é urgente”. 
Você não precisa desperdiçar seu tempo.
Não restam dúvidas de que atividades sem valor são puro desperdício. Discussões sem objetivo, reuniões sem foco nem propósito, excesso de internet são fortes desperdiçadores do seu tempo. Eliminar ou reduzir essas atividades ao mínimo possível é a decisão mais acertada. Otimize.

Fonte:
http://www.labssj.com.br/ideias_e_tendencias/posts/importante-versus-urgente

Nenhum comentário:

Postar um comentário